Projeto
Atelier Livre Vacaria

O Atelier Livre de Vacaria (Asvaal) é uma entidade que promove a cultura em nosso município por meio da arte, e está ativo desde 1980. Com a necessidade de alcançar mais pessoas na cidade, a instituição entrou em contato com o Estúdio Scolaro, no período em que eu era colaborador.

1. Objetivo

Nosso propósito era desenvolver um catálogo digital, que contivesse todo o acervo de obras do Atelier. Dessa forma, enaltecendo a beleza e a sensibilidade de cada arte e dando mais visibilidade para cada autor, além de promover uma atmosfera mais profissional para a entidade.

2. Começando os estudos

Após visitar o Atelier, é possível sentir uma atmosfera bela e serena no local. A delicadeza em cada arte diz muito sobre os artistas e pessoas que o frequentam. Por isso, era imprecendível que essa qualidade estivesse presente no projeto.

2.1 Referências

Todo projeto desenvolvido, necessita de uma pesquisa extensa de concorrência e mercado, para que se possa saber qual é a abordagem utilizada por outras empresas e que o público-alvo está acostumado a consumir. Além disso, referências visuais também são extremamente importantes para instigar a inspiração e criatividade, possibilitando uma criação única, com personalidade e condizente com o nicho abordado.

2.2 Tipografia

Escolher a tipografia correta é fundamental para que seja possível transmitir a sensação que a empresa quer passar. Neste caso, foi utilizado a Open Sans e suas variantes como padrão, pois além de ser uma fonte moderna, que possui traços mais lineares, ela não ofuscaria a composição mais importante desse projeto: o acervo de obras.

Tipografia Open Sans, Google Fonts.

2.3 Paleta de Cores

A arte é composta de diversos elementos, em que a cor também faz parte, sinalizando, transmitindo emoções e delimitando espaços com o uso do contraste. Cores transformam e nos auxiliam a associar sentimentos a objetos, pessoas, instituições e muito mais. É por isso que o vermelho puro, presente na marca do Atelier Livre, deveria estar inserido nesse projeto, trazendo o contraste necessário acompanhado de outras cores complementares.

Sinalização da paleta de cores aplicada no projeto Atelier Livre Vacaria.

2.4 Wireframe

Com tudo pronto, partimos para uma das partes mais importantes: rabiscar! Sim, isso mesmo. É aqui que me permito criar sem errar, criando versões e versões rápidas de ideias que surgem a partir de todas as referências e estudos feitos anteriormente. Não são apenas uma ou duas telas criadas, são várias, sem limite! É a partir disso que consigo testar diversas opções em um curto período de tempo, até encontrar a fórmula mais adequada para o projeto, tornando cada criação única.

Alguns Wireframes extraídos do meu projeto no Figma.

3. Definição de layout

Após algumas horas de Wireframe e testes, partimos para a definição de layout. Reunimos todas as ideias que surgiram e precisamos filtrá-las, para extrairmos apenas o melhor de todas. Feito isso, nos voltamos para a disposição dos elementos na tela, aplicação de cores, imagens e textos.

4. Aprovação

Com a definição de layout pronta, o próximo passo é a aprovação com o cliente, onde vamos validar todas as informações e design aplicados no projeto.

5. Desenvolvimento

Chegamos em uma das partes que mais demandam tempo e cuidado, o desenvolvimento. Escolher o servidor e as tecnologias que serão utilizadas para dar vida a criação é algo muito sério e que pode definir o sucesso ou fracasso de um projeto. Costumo criar cada tema manualmente (estilo hard code mesmo). Dessa forma, é possível ter controle total do projeto, facilitando a sua manutenção e vida útil. Após tudo configurado e desenvolvido, a internet pode dar boas-vindas a uma nova criação, como, por exemplo, o catálogo digital do Atelier Livre Vacaria!

Print da página inicial do catálogo digital do Atelier Livre Vacaria.